Sim, agradeçam a Ele pela glória devida ao seu nome! Tragam uma oferta e venham perante Ele; Adorem ao Senhor na beleza de sua santidade! 1 Crônicas 16.29
Daily reading in version Bíblia Viva - Portuguese


Gênesis 44
Gênesis 45
Mateus 13.24-43

Gênesis 44


1
MAIS TARDE José deu novas ordens ao mordomo. Disse ele: "Dê a estes homens o máximo de mantimento que eles puderem levar. Ponha o dinheiro deles na boca de cada saco de cereal. Agora preste atenção! Ponha o meu copo de prata na boca do saco de mantimento do rapaz mais novo, junto com o dinheiro do pagamento. E foi feito tudo o que José mandou.
3
Os irmãos saíram de manhã de volta para casa, levando os jumentos carregados de provisões.
4
Ainda não estavam muito longe da cidade, quando José disse ao mordomo: Vá atrás daqueles homens. Quando os alcançar, diga: "Por que vocês agiram mal assim? O meu senhor foí tão generoso com vocês! Por que roubaram coisas dele? Até o copo que ele usa para as adivinhações! Vocês agiram mal mesmo!"
6
O mordomo foi e fez o que José mandou.
7
"O que você quer dizer com tudo isso?" disseram os homens."Que espécie de gente você pensa que somos, para nos acusar desse jeito? Não devolvemos o dinheiro que achamos nos sacos de mantimento? Então, por que haveríamos de roubar prata ou ouro da casa do seu senhor? Pois bem, se você achar o tal copo com algum de nós, que morra o culpado! E os restantes serão escravos do seu senhor para sempre!"
10
"Toda essa proposta está bem, " disse o homem, "menos uma coisa: só o ladrão ficará como escravo. Os outros poderão ir embora livremente."
11
Trataram de baixar logo os sacos ao chão, abrindo um por um.
12
O mordomo examinou as cargas, começando da carga do mais velho e indo até à do mais novo. E para espanto geral, encontrou o copo no saco de mantimento de Benjamim!
13
Os filhos de Israel rasgaram as roupas, de desespero, carregaram os jumentos e voltaram para a cidade.
14
José ainda estava em casa quando chegaram Judá e os irmãos dele. E os hebreus se lançaram ao chão, diante dele.
15
"O que vocês estavam querendo fazer?", perguntou José."Vocês não sabiam que eu sou capaz de adivinhar o que aconteceu? "
16
Disse Judá: "Nem sabemos o que responder ao meu senhor! Que poderíamos falar? Como poderíamos provar que somos inocentes? Deus nos está castigando por nossos pecados. Senhor, aqui estamos. Somos seus escravos, nos todos, incluindo aquele que estava com o copo de prata."
17
"De modo nenhum!" disse José."Não seria justo. O homem que roubou o copo ficará como meu escravo. Os outros estão livres, e poderão ir para casa, para o seu pai."
18
Então Judá chegou mais perto dele e disse: "Ah, meu senhor! Deixe-me dizer uma palavra. Bem sei que me pode destruir num instante, como se fosse o próprio Faraó!
19
"O meu senhor perguntou se tínhamos pai ou irmão, e nós dissemos que sim.
20
"Dissemos: 'Nosso pai já é bem idoso. E com ele ficou o filho mais novo que nasceu quando o pai já tinha bastante idade. Eram dois irmãos, por parte de pai e de mãe. Só ficou ele, porque o outro morreu. E o pai gosta demais dele!'
21
"Mas o senhor disse a estes seus servos: 'Tragam o rapaz, para que eu o veja. '
22
"Nós dissemos: 'Senhor, o moço não pode sair de perto do pai, se não, ele morre!'
23
"Mas o senhor nos disse: 'Se o seu irmão mais novo não vier, nunca mais receberei vocês. '
24
"Assim, voltamos para casa e transmitimos as suas palavras ao nosso pai.
25
"Quando ele nos mandou comprar mais mantimento no Egito, nós dissemos: 'Não podemos ir sem o nosso irmão mais novo. Só iremos se ele for também. Porque o governador afirmou que não nos receberia, se fôssemos sem o rapaz. '
27
"A isso nosso pai nos disse: 'Vocês sabem que minha mulher me deu dois filhos. Um deles desapareceu. Acabei achando que ele foi despedaçado por algum animal selvagem. Se levarem este outro embora, e se acontecer algum desastre a ele, morrerei com o coração cheio de tristeza. '
30
"Ah, senhor, " - continuou Judá - "se eu voltar sem o rapaz! Quando o nosso pai perceber que Benjamim não está conosco, morrerá certamente. Porque está muito apegado ao rapaz. E por nossa culpa os cabelos brancos do nosso pai irão com tristeza para o túmulo!
32
"Senhor, eu me ofereci a meu pai para tomar conta de Benjamim. Disse eu: 'Se eu não trouxer o moço de volta, carregarei a culpa para sempre. '
33
"Agora, o que peço, senhor, é isto: Deixe que eu fique aqui como escravo, no lugar do rapaz, e deixe que ele volte para casa com os outros irmãos. Pois, como eu poderei encarar o meu pai, se Benjamim não for comigo? Eu não suportaria ver o sofrimento do meu pai!"

top

Gênesis 45


1
JOSÉ NÃO podia mais agüentar tudo aquilo."Saiam todos vocês, " ordenou ele a todos os que estavam ali. E ficaram somente José e os irmãos dele. Então José chorou. E as exclamações e os soluços eram tão altos, que podiam ser ouvidos pelos egípcios que estavam nas outras partes da casa. Até do palácio de Faraó podiam ouvir José chorando!
3
"Eu sou José, " disse ele aos irmãos."Meu pai ainda está vivo?" Mas os irmãos nem puderam responder, tal foi o espanto.
4
"Cheguem mais perto, " disse José. Eles chegaram. José continuou: "Eu sou José, o irmão que vocês venderam ao Egito.
5
"Agora, nada de tristeza! E não fiquem com raiva de vocês mesmos, por me terem vendido. Deus me mandou na frente de vocês para conservar a vida, por meu intermédio.
6
"Porque o mundo já passou por dois anos de fome, e a fome vai durar mais cinco anos. Durante este período de tempo, ninguém terá plantações nem colheitas.
7
"Deus me mandou primeiro que vocês. Fez isso para continuar a sua linhagem e os seus descendentes, e para manter a vida de vocês por meio de um grande livramento.
8
"Assim se vê que não foram vocês que me mandaram para cá mas, sim, Deus. E Deus fez de mim um verdadeiro pai para Faraó, senhor da casa dele e governador de todo o território egípcio.
9
"Agora, não percamos tempo! Vão depressa para casa e digam ao meu pai que José, o filho dele, mandou este recado: Deus fez de mim o senhor de todo o território do Egito. Venha para cá o quanto antes. Uma região boa para o senhor morar é a terra de Gósen. Assim o senhor estará sempre perto de mim. Não só o senhor, mas também os seus filhos, os seus netos, os seus rebanhos, o seu gado - enfim, tudo que o senhor tem. Vindo para cá, será fácil providenciar o seu sustento. Porque vamos ter ainda cinco anos de fome universal. Faça o que estou dizendo, para que não caia a pobreza sobre o senhor, a sua família e tudo o que é seu. '
12
"Vocês - que são filhos de Israel como eu - podem ver com os seus próprios olhos que eu sou mesmo José. E Benjamim - que é filho de Raquel como eu também vê com os seus próprios olhos que é verdade o que estou dizendo.
13
"Descrevam ao meu pai a brilhante posição em que estou no Egito. Contem a ele tudo o que vocês viram. Mas não se demorem. Vão logo buscar o meu pai!"
14
Acabando de falar estas coisas, José se lançou ao pescoço de Benjamim, e chorou. Ali ficaram os dois abraçados e chorando.
15
Depois José, chorando ainda, beijou todos os irmãos dele. Só então eles puderam falar com José.
16
A notícia correu e chegou ao palácio real."Estão aqui os irmãos de José, " comentavam. Faraó gostou da notícia.
17
Disse ele a José: "Diga a seus irmãos: Carreguem os seus animais e voltem à terra de Canaã. Chamem o seu pai e as suas famílias, e tragam todos eles para cá. Venham falar comigo, e eu darei a vocês terras do melhor tipo. E vocês terão sustento com fartura."
19
Não parou aí a boa vontade de Faraó. Disse ele ainda José: "Diga a seus irmãos que levem carruagens para a viagem das crianças e das mulheres.
20
"Diga também que não fiquem preocupados com a questão de propriedades e bens, porque o que há de melhor no Egito será deles."
21
Os filhos de Jacó seguiram as instruções que receberam. José deu carruagens a eles como Faraó tinha mandado - e provisão para a viagem.
22
Além disso, deu a cada irmão trajes próprios para festas. Mas a Benjamim deu trezentas moedas de prata e cinco trajes próprios para ocasiões festivas.
23
José mandou para o pai dele dez jumentos carregados dos melhores produtos do Egito, e dez jumentos carregados de cereais e pães. Isto fora a provisão que mandou para a viagem de Jacó para o Egito.
24
Feito isto, José despediu os irmãos. Quando iam saindo, disse: "Olhem lá! Não briguem durante a viagem!"
25
Assim os filhos de Israel saíram do Egito e foram para casa.
26
Lá chegando, disseram a Jacó: "Veja só, pai! José está vivo! Ele é o governador de todo o território do Egito!" O coração de Jacó quase parou. Ele nem podia acreditar no que estava ouvindo!
27
Mas teve de acabar acreditando. Sim, porque os filhos foram repetindo tudo o que José tinha falado. Além disso, ali estavam as carruagens que José tinha mandado para transportar a família. Quando Jacó viu que era verdade mesmo, como que renasceu. O espírito dele ganhou nova vida.
28
Disse Israel: "Não precisam falar mais nada! Meu filho ainda vive! Vou logo para lá, pois quero ver José antes de morrer. '

top

Mateus 13

24-43
24
Esta foi à outra história que Jesus usou: "O Reino dos Céus é como um agricultor que semeou boa semente em seu campo",
25
"Mas uma noite, enquanto ele dormia, seu inimigo veio e semeou espinhos entre o trigo".
26
"Quando a plantação começou a crescer, os espinhos cresceram também".
27
"Os homens do agricultor vieram e lhe contaram: `Patrão, o campo onde o senhor semeou aquela semente escolhida está cheio de espinhos!'"
28
"Foi um inimigo que fez isso", explicou ele. "Devemos arrancar os espinhos?" perguntaram eles.
29
"Não", respondeu. "Vocês vão danificar o trigo se fizerem isso".
30
"Deixem os dois crescerem juntos até a colheita, e então eu mandarei os ceifeiros que separem primeiro os espinhos para queimar, e ponham o trigo no depósito"
31
Esta é outra das histórias dEle: "O Reino dos Céus é como uma minúscula semente de mostarda plantada num campo. É menor de todas as sementes, mas se torna a maior das plantas e cresce até ser uma árvore, onde as aves podem vir e encontrar abrigo".
32
Esta é outra das histórias dEle: "O Reino dos Céus é como uma minúscula semente de mostarda plantada num campo. É menor de todas as sementes, mas se torna a maior das plantas e cresce até ser uma árvore, onde as aves podem vir e encontrar abrigo".
33
Ele usou também este exemplo: "O Reino dos Céus pode ser comparado a uma mulher que está fazendo pão. Ela toma uma medida de farinha e mistura com o fermento, até que ele penetre em todas as partes da massa".
34
Jesus usava sempre estas ilustrações quando falava ao povo, pois os profetas disseram que Ele usaria muitas. Ele nunca falava sem contar pelo menos uma ilustração. Tinha sido profetizado: "Eu falarei por meio de ilustrações; explicarei mistérios escondidos desde o princípio dos tempos"
35
Jesus usava sempre estas ilustrações quando falava ao povo, pois os profetas disseram que Ele usaria muitas. Ele nunca falava sem contar pelo menos uma ilustração. Tinha sido profetizado: "Eu falarei por meio de ilustrações; explicarei mistérios escondidos desde o princípio dos tempos"
36
Então Ele entrou em casa, deixando o povo do lado de fora. Seus discípulos pediram que explicasse a história dos espinhos e do trigo.
37
"Pois não", disse Ele "Eu sou o agricultor que lança a semente escolhida".
38
"O campo é o mundo, e a semente representa o povo do Reino; os espinhos são o povo que pertence a Satanás".
39
"O inimigo que semeou os espinhos entre o trigo é o diabo; a colheita é o fim do mundo, e os trabalhadores são os anjos".
40
"Como os espinhos são separados e queimados, assim será no fim do mundo".
41
"Eu enviarei meus anjos e eles separarão do Reino toda a tentação e todos os que são maus"
42
"que serão lançados na fornalha, onde se queimarão. Ali haverá choro e ranger de dentes".
43
"Então os piedosos brilharão como o sol no Reino do Pai deles. Quem tem ouvidos, ouça!"

top
Join our community
Facebook
Twitter